Thiago Barbalho (Natal, RN, 1984) vive e trabalha em São Paulo. Estudou filosofia e direito e fez mestrado em filosofia. Em 2007 e 2008, morou em Amsterdã e três anos depois mudou-se para São Paulo. Trabalhou nas editoras Biblioteca Azul/Globo, Publifolha e Scipione, foi assistente dos artistas Alexandre da Cunha e AVAF. Publicou os livros "Um homem bom" (contos, Iluminuras, 2017), “Doritos” (poesia, Vira-Lata, 2013) e “Thiago Barbalho vai para o fundo do poço” (romance, Edith, 2012). Tem textos no zine SILVA (org. por Ricardo Lísias), na VICE, na coluna de Glauco Mattoso e na revista Pesquisa Fapesp. Criou o selo editorial Edições Vira-Lata, pelo qual lançou zines em colaboração com artistas visuais e participou das feiras Plana e Tijuana. Também criou e editou a Revista Rosa, publicação virtual de arte e literatura queer. De abril a novembro de 2017, fez residência de arte no espaço Pivô, em São Paulo. No mesmo ano, participou da exposição “Voyage”, na galeria Bergamin & Gomide, com curadoria de Alexandre da Cunha, e expôs em coletiva no espaço Gasworks, em Londres. Em 2018 participa da exposição “Rocambole” em parceria com as artistas Yuli Yamagata e Flora Rebollo no Pivô (SP) – com nova edição no Kunsthalle Lissabon, em Portugal, em fevereiro de 2019. Em julho de 2018 faz exposição individual no Kupfer Project Space, em Londres, com curadoria de Kiki Mazzucchelli. Nesta ocasião, tem o conto “O homem sem limites” traduzido para o inglês pela curadora e publicado na ocasião. Em julho do mesmo ano participa da exposição “Hecatombe”, na galeria Sancovsky (São Paulo). Em setembro de 2018 participa da exposição "Aquele Vestígio Assim... Feérico", de AVAF, na Casa Triângulo (São Paulo). Em agosto de 2019, expõe a individual "Correspondência", na galeria Marilia Razuk.

thiagobarbalhobma@gmail.com

baixe o portfólio:

© 2023 by ADÃO KANT / Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Twitter Classic
  • Facebook Classic